Perturbações da Ansiedade

Home >> Perturbações da Ansiedade

 Perturbação de Ansiedade Generalizada

 

É caracterizada por uma ansiedade persistente e excessiva relativamente a vários acontecimentos ou atividades do dia a dia.

Sintomas:

  • Agitação;
  • Fadiga;
  • Tensão muscular;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Perturbação do sono.

 

depression-despair-grief-897817

Perturbação de Pânico

Um ataque de pânico é quando se sente um nível extremo de ansiedade, do qual, não se está à espera. A sensação imediata é de que, se está a ter um ataque cardíaco.

Sintomas:

  • Dificuldade respiratória ou sensação de estar a sufocar;
  • Vertigens, instabilidade ou desmaio;
  • Palpitações ou ritmo cardíaco acelerado;
  • Tremores;
  • Sudação;
  • Falta de ar;
  • Formigueiros;
  • Calafrios;
  • Náuseas;
  • Dor de estômago ou diarreia;
  • Dor ou incómodo no peito;
  • Sensação de irrealidade ou separação do meio envolvente;
  • Medo de perder o Controlo;
  • Medo de morrer.  

Ansiedade Social

A ansiedade social caracteriza-se pelo medo persistente de situações sociais e de desempenho. As crenças associadas a esta perturbação, caracterizam-se pelo medo irracional que o indivíduo tem de se expor, evitando assim, situações em que esteja sujeito ao escrutínio ou à avaliação dos outros. Os sintomas relacionados com esta fobia, para além do nervosismo diário, consistem no medo e ansiedade, que afetam diretamente na qualidade de vida da pessoa, comprometendo sua rotina diária, o desempenho no trabalho, na escola e noutras outras atividades.

 Fobia

 Uma fobia consiste num medo persistente, irracional, involuntário e exagerado perante uma situação ou um objeto específico. O medo é reconhecido pelo indivíduo e causa um grande impacto na vida de quem sofre, podendo levar ao evitamento da situação temida. A pessoa quando chega ao estado de Fobia/Pânico, sente uma Ansiedade excessiva em relação ao perigo real, que uma determinada experiência ou exposição apresenta. Atualmente, consideram-se três grupos de perturbações fóbicas: fobias simples, fobia social e agorafobia.

Agorafobia

Agorafobia é uma perturbação de ansiedade que consiste no medo fóbico de espaços abertos e ou fechados, o indivíduo sente medo quando se encontra em situações percecionadas como inseguras, das quais, sente dificuldade em sair. Para além do medo fóbico dos espaços abertos, a perturbação agorafobia pode incluir outros medos, designadamente: medo de utilizar transportes públicos (comboios, autocarros, metro), medo de espaços fechados (túneis, elevadores, lojas, cinemas), medo de estar sozinho em casa, e/ou estar longe de casa. O paciente poderá sentir ansiedade quando permanece numa fila ou quando está no meio de uma multidão. Esta fobia pode limitar a realização das atividades da vida diária e reduzir a qualidade de vida da pessoa.

Agorafobia

Perturbação da Ansiedade Induzida por Substâncias/Medicamentos

A Perturbação da Ansiedade induzida por substâncias/medicamentos caracteriza-se pela frequência de sintomas proeminentes e comuns a outras perturbações. Geralmente estes “sinais de alerta” são uma consequência fisiológica direta da ingestão de uma droga, medicamento ou exposição tóxica.

 Perturbação da Ansiedade de Separação

A Perturbação da Ansiedade de Separação, consiste no medo exagerado em relação à separação de figuras de apego. Trata-se de uma ansiedade excessiva, para a idade de desenvolvimento da criança. Quem sofre desta perturbação sente um medo persistente quando é afastado (a) da mãe, pai, ou outra pessoa significativa. Muito embora, esta perturbação seja mais frequente na infância e adolescência, também pode ser expressa durante a idade adulta. Os indivíduos são relutantes ou recusam-se a sair de casa sozinhos devido ao medo de separação.

 Fobia específica

Uma fobia específica consiste no medo persistente, excessivo ou irracional perante uma situação ou objeto em particular. Geralmente o indivíduo tende a evitar aquela situação específica, mas, caso a exposição ocorra, a ansiedade pode escalar até ao nível de um ataque de pânico.  

O medo de insetos, medo de alturas, medo da água, medo de andar de avião, entre outros, são medos muito comuns. Contudo, quando o medo é direcionado para uma determinada situação ou objeto e este passa a ser limitativo ou a influenciar diretamente a vida do indivíduo, é considerado como uma fobia específica.

adult-backpack-blur-298018
mutismo

Mutismo Seletivo

É uma perturbação de ansiedade caraterizada pela ausência da fala em um ou mais contextos. O mutismo seletivo consiste na incapacidade persistente de falar em situações sociais específicas, como por exemplo, na escola. Esta alteração interfere com o rendimento escolar, laboral ou na interação social com os pares. A duração da perturbação é de, pelo menos um mês (não limitada ao primeiro mês de escola). Este bloqueio de falar não é devido à falta de conhecimentos ou de familiaridade com a língua requerida na situação social.

 

 

Fonte: DSM-V